• Qual é a melhor estratégia para planear uma Rede Inteligente?

Texto Padrão Alternativo
Adotar uma abordagem estratégica permite às utilities negociarem as complexidades de uma transformação de Rede Inteligente.

As companhias elétricas que estão a planear uma transformação para uma Rede Inteligente são confrontadas com uma iniciativa complexa e multifacetada. Alguns estão apenas a começar a viagem, enquanto outros têm investido tempo e financiamento significativos para desenvolver uma estratégia viável. Fazer esta mudança é complexo, mas um roadmap estratégico pode permitir uma migração mais tranquila. 

Avalie drivers de negócio
Onde quer que as companhias elétricas se encontrem em termos processo de planeamento de uma Rede Inteligente, alinhar investimentos com os principais drivers de negócio é um bom ponto de partida. Esta abordagem provou ser eficaz na obtenção de apoio dos stakeholders internos e externos. Os principais drivers de negócio incluem:
• Ambiente regulamentar
• Capacidade do sistema, custos e fiabilidade
• Recursos de geração
• Envolvimento dos media e do cliente

Avalie as necessidades tecnológicas
Um roadmap para uma Rede Inteligente deve igualmente ter em conta as várias novas tecnologias que impactam o ambiente operacional de uma companhia elétrica e, em alguns casos, permitir a interação entre os serviços públicos e os seus clientes. A empresas de distirbuição de energia devem avaliar as suas tecnologias existentes e determinar onde é preciso implementá-las ou atualizá-las.

Construa um roadmap para uma Rede Inteligente: Abordagem de 5 passos
Após um operador ter visibilidade clara de onde se encontra em termos de cumprimento regulamentar e das capacidades da infraestrutura e de integração, terá um ponto de partida para traçar a sua viagem. A seguinte abordagem de 5 passos fornece direções económicas e personalizáveis para alcançar o sucesso no que se refere à Rede Inteligente.

Imagem 1: A abordagem de 5 passos fornece direções económicas para ter sucesso com uma Rede Inteligente.

40-3

New_Picture

Passo 1: Definir papéis e responsabilidades internas em termos de gestão da utility e do pessoal ao construir o roadmap Os papéis chave incluem os patrocinadores executivos, os líderes empresariais, os especialistas na matéria, o gestor de projeto, a ligação reguladora, a ligação do cliente e o comunicador interno. Esta equipa irá compilar informação, determinar os drivers de negócio e prioridades, documentar o roteiro e comunicar com as partes interessadas.

Passo 2: Realizar workshops para discutir drivers e requisitos. Os workshops permitem que as equipas determinem o estado atual da utility, debatam os requisitos e cheguem aos passos necessários para a elaboração de um documento de roadmap. As áreas a cobrir são a medição inteligente, redes inteligentes, operações inteligentes e a integração central, comunicações, segurança e os processos de negócios.

Passo 3: Definir prioridades através de um business case para a implementação de tecnologias de Smart Grid. A melhor abordagem é encontrar um equilíbrio entre os componentes que uma utility mais necessita e aqueles que podem proporcionar um retorno rápido. Com base em drivers de negócio específicos, as companhias elétricas devem estimar os custos e avaliar benefícios para construir uma análise financeira.

Passo 4: Documentar o plano. Para desenvolver um documento de roadmap para uma Rede Inteligente, identifique os principais participantes e as partes interessadas e resuma as conclusões do workshop e o business case. O documento deve descrever drivers de negócio para cada projeto ou fase de implementação, incluir um plano de execução detalhado e descrever como e quando esses passos irão afetar as partes interessadas.

Passo 5: Comunicar. As equipas que estão a desenvolver um roadmap de Smart Grid devem perceber a importância de comunicar através das suas organizações em todo o processo para ajudar a superar a estrutura típica de “silo” que muitas vezes separa a geração, a transmissão, a distribuição e os grupos operacionais. Isto poderá exigir o melhoramento de metodologias de comunicação. 

Plano para desenvolver necessidades
Cada utility enfrenta desafios únicos – pelo que não existe uma única solução de planeamento. Mas seguindo a abordagem de 5 passos irá garantir um roadmap claro que irá ajudar os interessados ​​a compreender as razões e os benefícios para mudarem para uma Rede Mais Inteligente.

Além disso, como o cenário da tecnologia de Smart Grid continua a evoluir e mudar, as utilties necessitarão periodicamente de reavaliar drivers de negócio e a tecnologia disponível, medir o progresso com base no caso de negócio e o roadmap e avaliar a eficácia das comunicações e a utilização das tecnologias de Rede Inteligente implementadas.

Ultrapasse a complexidade de criar um roadmap para criar uma Rede Inteligente com a ajuda da Schneider Electric
Saiba mais